sexta-feira, agosto 24, 2007

Na saliva da tua memória ....


Dança á media luz, um ventre prometido ...
Como que a chamar por ti ...
Balança, avança, recua na dança ...
Dos toques e desejos afim ...
Gemidos esquecidos na ponta da lingua,
Fazem do que virá, um agora ...
Perco-me assim nessa saliva,
A saliva da tua memória ...
Tens no teu corpo a magia ...
Na ponta dos dedos o desejo,
Lábios que sugam a sensibilidade de um corpo só teu ....
Na mais ínfima forma de ser,
Tal qual universo decadente ...
Entrego na tua mão esta vitória ...
Entrego-me ...
Na saliva da tua memória!
Ana Cardoso

6 comentários:

Selene disse...

Poema bonito!! As palavras quando aliadas à dança fazem sempre belos trabalhos :))

Beijos e obrigada pelos teus comentários!!

By Alma Nova disse...

A entrega ao amor é a melhor, melhor dizendo, a única que vale a pena. Continua amiga. Jokitas.

Shelyak disse...

The closest thing to Crazy... Katie Melua acompanhando tão bem as tuas palavras...
Beijinho...

NETMITO disse...

Muito bonito*)

damularussa disse...

"....na ponta dos dedos o desejo..."

Nos dedos (teus)a magia de uma sensibilidade tocante.

Grata pela visita

beijocas

Sniqper disse...

Minha Amiga...
Como sempre um must, continuas em grande, e livra-te de parar.

Kisses
sniqper

Um pouco de mim ....