domingo, dezembro 31, 2006

Feliz 2007...

PAZ
AMOR
SAUDE
ALEGRIA
FELICIDADE
CARINHO
ESPERANÇA
São os meus votos para todos vocês, para este novo ano que vai nascer ... bjs para todos aqueles que me lêem e um excelente 2007

quinta-feira, dezembro 28, 2006

O encantador de palavras ...

Para Gitano
Pegas nas palavras e moldas um sorriso... Com mãos de ver e de sentir ... Num corpo de homem com rosto de menino ... tão puro e fino, que quase daria um anjo ... certamente que o és, em muitos corações.... e no meio de palavrões, um aconchego e um abraço estão sempre lá... Era uma vez um homem, com rosto de menino ... que brincava com palavras .. e dava-lhes um destino... adivinhava Primaveras anunciadas ... ensolaradas pelas palavras escritas ... e no meio do nada, domava-as, bem domadas... até dizerem aquilo que queria ... brincava com elas ... dava-lhes amor e carinho ... cuidava-as ... num misto de magia e realidade .. conseguia sempre dizer aquilo que pensava ... por dentro desse homem, com rosto de menino ... existe uma criança, que brinca feliz e contente ... pulando de baloiço em baloiço, debaixo do Sol quente ... nem toda a gente a consegue ver ... quando ela brinca feliz .. apenas a alguns se mostra e nem a todos diz ... palavras como as que saiem de dentro dele jamais sentidas de forma igual... jamais tocadas por dedos de querer... e jamais moldadas por mãos iguais ... és tu ... aquele que pega nas palavras e delas saiem pureza ...molda-as com essas mãos de homem ... e pinta-as com gestos de menino ... és tu ... que és o encantador de palavras ... e eu estou feliz porque te descobri...

Ana Cardoso

quarta-feira, dezembro 27, 2006

Parabéns !!!


É verdade... ainda há pouco tempo festejamos as 1000 visitas e ja estamos aqui a festejar as 2000 visitas realizadas ate hoje, e nem 1 ano de vida temos ainda ... Quero agradecer a todos os meus seguidores que fazem com que o meu sonho se torne realidade... um beijo enorme a todos aqueles que me acompanham e me lêem ... muito obrigado :))) *******

Ana Cardoso

Deixa-me amar-te ...


Deixa que te trate com ternura...
Amor.... Paixão ... Calor ...
Deixa que te dê tudo aquilo que tenho para te dar...
Fazer de cada passo teu, uma nuvem de sentimentos...
De cada beijo, carinho...
Deixa-me amar-te...
Sem restrições... sem preconceito ...
Com tudo a que o Amor tem direito...
Sim, falo contigo ...
Tu, que tens o dom de me encantar...
Tal qual, um encantador de serpentes...
Que entra dentro das mentes...
E faz sonhar ...
Deixa-me tocar o teu ser...
Tocar o teu saber e o teu sonhar...
A tua forma de amar...
Deixa-me amar-te !!

Ana Cardoso

quarta-feira, dezembro 20, 2006

Para elas ....


Votos de um excelente Natal, na companhia de todos os que desejarem, com muita saúde e muita felicidade ... muitas prendinhas nos sapatinhos e um 2007 cheio de coisas boas... beijocas Ana Cardoso

Para eles ...


Votos de um excelente Natal, na companhia de todos os que desejarem, com muita saúde e muita felicidade... muitas prendinhas nos sapatinhos e um 2007 cheio de coisas boas... beijocas Ana Cardoso

sexta-feira, dezembro 15, 2006

A minha loucura ...


Atiças-me como um fogo...
Como uma chama que não se extingue...
Encostas-te e deslizas ...
Percorres cada espaço...
Surgem fantasias ha muito escondidas...
Tão belas como explosivas...
Aqui estou eu, nua para ti...
Intensamente nua...
Para que na tentação caías, de me tocar inteirinha...
Ofereço-te deste mel...
que te sirvo em meus lábios...
Tua boca ansiosa me suga...
Lambe-me... Tortura ...
Teus sussurros no meu ouvido...
Ouvindo-te dizer aquilo que desejas...
Deixam-me em desatino... denúncio esta entrega...
Sou tua aqui e agora...
E quando digo que não te quero mais...
Minto...
Porque quando me entrego a ti sou feliz...
Porque mais ninguém fez, do modo que eu quiz!!!

Ana Cardoso

quarta-feira, dezembro 13, 2006

Perdida ...


Sentimentos lucidos que vagueiam um a um na minha cabeça... que dizem que um dia vais voltar, que fazem acreditar que estas sempre aí...
Mas tu não estas... sinto-te mas não te vejo; sou tua mas não te conheço... e as palavras que grito, chegam a ti ... baixinho ... como que em surdina; não me ouves... não me abraças... nem sequer me ves... eu estou aqui... sou de sangue .. e sou mulher !!!

Ana Cardoso

Toques e sentidos...


Tua...
Minha...
Só.. sozinha ...
Minha...
Tua ...
Quase nua...
Toca ...
Sente...
Muito quente...
Olha ... vê ...
Estou aqui ...
Danço nua...
Para ti...
Vem...
Toca... sente assim...

Ana Cardoso

Vem de nós ...


Vem de dentro... Vem de nós...
O sentimento que nutrimos por outra pessoa...
Vem do Tempo... Lá do fundo...
Sem sabermos que se aproxima...
Vem de nós...
Aquilo que escolhemos seguir...
Reflectir...
E avançar...
Vem de dentro ... vem de cima ...
Numa sombra cristalina...
E tras em seu redor ... sentimentos de cristal...
Daqueles que não fazem mal...
São puros... verdadeiros...
De alegria sem fim...
Quando chegas devagarinho e me dizes ao ouvido...
Que ainda gostas de mim!!!

Ana Cardoso

segunda-feira, dezembro 11, 2006

A essência ...


Derrama em mim a tua essência...
Deixa que nela me banhe e me exteriorize...
Deixa que me leve pelo infinito...
corpos amando-se, que gritam aflitos
Pelo teu regresso...
Vem..
Traz de ti a essência pura e cristalina...
Que me enlouquece...
Me aquece...
Arrefece...
E quando já não tiveres o que fazer...
Vem de novo ...
E faz-me estremecer!!

Ana Cardoso

quinta-feira, dezembro 07, 2006

Eu e Tu... Secreta Paixão ...



Chegas de mansinho... e envolves-me em ti... segredos e desejos sem fim... chegas e tomas-me como tua em teus braços... e perante tal calor ... surgem beijos.. abraços... é sempre nessa secreta paixão que eu quero ficar... que quando me tomas... um só ficamos... e os desejos partilhamos em nuvens de algodão... num clima tão doce... que derrete o coração... quero-te para mim.. com loucura ... com paixão... quero-te para mim ... e em mim... que quando chegas assim e me fazes tua... são segredos da lua que nos veem contar... é secreta esta paixão... mas do fundo do ser... e quando nasce assim .. não há nada a fazer !!!

Ana Cardoso

terça-feira, dezembro 05, 2006

Um dia ...


Se um dia pensares cometer loucuras... deixa que o sonho te as traga... é no sonho que estão as mais belas loucuras de amor...é lá que tu te escondes e eu te encontro.. como num jogo de esconde esconde, onde os esconderíjos não teem fim...onde o tempo não passa, e temos todo o tempo do Mundo para nos esconder-mos e nos encontrar-mos... se seguires o sonho um dia, pensa que a fantasia que o envolve, é a parte que mais graça tem... que mais vontade dá...
quando se é encontrado... de partilhar segredos e sonhos ... e medos e beijos .... e toques, desejos que um dia sonhamos para nós... no sonho podemos tudo.... até o mais absurdo... e ninguém te culpa de nada... porque no sonho aquilo que realmente queremos está lá... cabe-nos a nós um dia... como por magia... realiza-lo... fazer tudo o que nos apetecer... sem doer... e o melhor de tudo ... ninguém te vai apontar...
Um dia... o meu sonho vai ser real... e entre o bem e o mal... o amor escolherá... e seja qual for a escolha, tu vais estar sempre aqui... no meu sonho e em mim!!

Ana Cardoso

Momento ....

É que depois do nada chega o tudo....
E quando o tudo chegar...
Quero estar preparada para o que me trouxer...
Gostava que me trouxesse a ti...
Embrulhado numa brisa fresca...
De perfume de Primavera e sol de Verão...
Contigo viriam os desejos, a paixão...
O momento...
Em que o pensamento simplesmente deixa de existir...
Em que eu e tu fazemos um nós...
Em que tudo o que nos rodeia desaparece...
Como por magia...
É este o momento em que dois passam a um...
E a explosão de sentimentos acontece...
É este o momento...
É agora o momento...

Ana Cardoso

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Se eu pudesse...


Pudesse eu não ter limites...
E o mar seria o cenário de fundo...
Num misto de incerteza e de infinito...
Viria em forma de mar...
Trazer a minha boca o teu beijo...
Tal não seria o desejo ...
De cada vez que me viesse beijar...
Se eu pudesse...
Se me fosse permitido...
Fazer do mar um amigo...
Fazer de ti um amor...
Ter em cada onda um carinho...
Em casa gesto uma flor...
Se eu pudesse...
Ai se eu pudesse....

Ana Cardoso

No silêncio da chuva...


É no silêncio da chuva que me encontras...
Pensando abismada...
Que toda aquela água...
Podia lavar as dores mal curadas...
É no silêncio da chuva que estou...
Pensativa, reflectiva... sonhando acordada...
Com a tua chegada e com os momentos que vamos criar...
É no silêncio da chuva...
Que o Mar se cala...
E o vento se conforma...
De que não há outra forma... senão a de te amar...
No silêncio da chuva...
Os sentimentos reclamam... pela tua presença...
Dizem que têm pressa ...
E que te querem ver chegar...
Lá fora desenfreadamente a chuva teima em cair...
Num jardim de flores perfeitas...
As tuas eleitas ... plantadas só para ti...
Vem que a chuva não pára...
Não pára nem vai parar...
Até que sinta o teu cheiro...
Até que te veja chegar!!

Ana Cardoso

quinta-feira, novembro 30, 2006

Puxa-me para dentro de ti...


Deixa que eu entre em ti...
E entenda as razões...
Deixa que eu partilhe, das tuas emoções...
Leva-me para dentro de ti...
Quero saber o que sentes...
Quero sentir como tu...
Fazer de conta que o cenario da história, é diferente...
E depois a gente...
A gente pode sonhar...
Não custa tentar...
Sonhar a tua boca, o teu sorriso...
Sonhar o teu rosto... as tuas mãos...
O peito onde me deito...
As palavras... os gestos... os carinhos...
O teu olhar!
Atravessa-me sem recuar...
Fulmina-me inteira... debaixo da amendoeira...
Onde o nosso desejo nasceu...
Sentindo coisas que nunca se sentiram...
Dizendo coisas que deixam a pensar...
Que o Amor por vezes é cruel...
Faz o seu papel! Podia era tentar não magoar...
Como tudo o que acontece na vida...
As coisas não são como as queremos...
Enquanto isso, não acontece...
Sabes o que me apetece??
Morder o teu sorriso, mesmo no cantinho da tua boca...
Deixas-me louca ... e eu nem sei porquê!!!
Puxa-me para dentro de ti...
E sorri...!!

Ana Cardoso

Espera-me...


Espera-me...
Que a noite vai alta e já arrefeceu! Que o tempo que foi não volta ... mas os sonhos esses podem ficar...e as histórias contadas do verbo ser e amar... jamais se gastam... neste turbilhão de sentir que é o meu corpo... a minha alma!Olha o que fiz comigo... olha que sentimentos me descobri...que sonhos, que léguas percorridas... sentidas e choradas... de um caminho que não acaba aqui... Eu sou para ti o inalcansável... Tu és para mim a cor do meu dia... sonhos... magia... sons de água pura cristalina que bate na pele e reclama, pelo teu toque... Se um dia o destino por ventura as nossas vidas cruzar... eu serei mar em dia de tempestade... e tu serenidade, que em boa hora me vens acalmar... é assim que te sinto... sereno, calmo, quase submerso... alheio as marcas do tempo... mas repleto de sonhos para viver, para partilhar... não sei explicar que sentimentos são estes... ou porque os sinto.. não sei ! Mas sei que cá estão, presentes e que me deixam alvoraçada com o sentir da tua presença... agito-me, sorrio, choro e adormeço... lembro-me de ti... de nós ... de mim... porque me tocas assim? Tu sabes que eu gosto... sabes não sabes? E depois? O que vem a seguir... um toque, uma carícia, um beijo... um desejo... era um sonho... ja não é mais... nesta cama de jasmim, deitei o meu sentir ao lado do teu querer... enfim, que fazer??
Era mais forte que o Universo, descobrir o reverso... da moeda que encontrei... tu sabes que é para ti... e que é de ti que falo... não digas nada deixa que o tempo fale, refile, resmungue... deixa que o tempo dite a palavra que vem a seguir.... Espera-me numa cama de cetim, com canela e jasmim... perfuma o ser da questão... dá-me a tua mão.... e leva-me por aí!

Ana Cardoso

terça-feira, novembro 28, 2006

Espero... assim...

Enquanto tu não chegas...
E o tempo demora a passar...
Enquanto não trazes as tuas mãos...
O teu carinho, para me abraçar...
Enquanto te espero...
No chão do amor...
Espero que tragas...
Todo o teu calor...
Digo baixinho...
Que quero assim...
Que faças revolução dentro de mim...
E quando chegares ...
Vou querer, enfim...
Que o tempo pare e me ames sem fim...
Enquanto nao chegas...
Tomo conta de mim...
Enquanto não chegas...
Permaneço assim!

Ana Cardoso

quinta-feira, novembro 23, 2006

Amar, Amando ...

Foto de Stefan Beutler
Hoje vou ficar assim...
Á tua mercê...
Deixar que me devores em pensamentos...
Deixar que me tomes em ti...
Esqueço-me do Mundo...
Lá fora daquela janela...
Apenas nós, aqui ...
Vou-te Amar, amando-te...
Soltar desejos sem fim...
Deixar que os roubes de dentro de mim...
Que os sorvas e os imagines... assim
Para mim...
Deixar que me sintas tua...
Nua...
Só para ti...
Este desejo que nos envolve...
Guarda-o bem para nós...
Numa caixinha de fantasia...
Que quando nos der vontade ...
A abriremos um dia ...

Ana Cardoso

A esfera das ilusões...

Foto de Pascal Renoux
Deixem-me ficar quieta... quase submersa na lucidez dos meus pensamentos... que esses levou-os o vento, e agora não sei que pensar!
Deixem-me olhar para trás, e sonhar de novo tudo aquilo que sonhei... pensar em tudo o que pensei... e não foi realizado!!
Pudera eu ficar assim, e ficaria uma eternidade... sonhando acordada... os prós e os contras de uma vida passada, de sentimentos antigos... de coisas sonhadas...
Deixem-me ficar quieta... mergulhada nesta fantasia... de que te vou ter um dia ... e que esse dia será feliz... que ao menos um dos sonhos se realize... e eu quero que sejas tu!
Esta luz que me invade a alma, o ser e a mente, é a mesma que me faz guiar pelos teus passos... que me faz sorrir, que me faz chorar! É a mesma que me leva até ti...
Deixem-me ficar assim... sorrindo .. chorando.. sorrindo ... embriagada na minha esfera de ilusões... de que todos os corações, um dia se embriagam...
Alguns recuperam... outros permanecem assim... tal como eu... á espera de ti!!
Ana Cardoso

quarta-feira, novembro 22, 2006

Definição...


Nestes recantos mais escondidos encontrei-te um dia ...
Falamos do Mar, do Vento e de Saudade...
Sorrimos, Choramos...
Trocámos segredos, sem medos ...
Palavras inquietas que a água levou...
E este fim de tarde, tão belo ...
Que nunca ninguém , jamais comtemplou...
Serviu de fundo a nossa imaginação...
Embora friento, o nosso calor era mais...
Embora escuro, a nossa luz mais forte...
Eis que surge a definição...
Que nunca ninguém diga que não é de ninguém...
Que nunca ninguém morra sem ter sido de alguém...
Que imagens como esta não passem em branco nos corações de dois seres que se amam...
Vem...
Aninha-te em mim...
Está frio e o tempo teima em passar...
Xiu! Não digas nada...
Apenas abraça-me...
Adormece comtemplando a imensidão do Mar...
Chora, Sorri e Sonha...
Eu estou aqui...
Vou sempre estar aqui !!

Ana Cardoso

segunda-feira, novembro 20, 2006

Refúgio...


Este é o refúgio... O meu refúgio... aqui permaneço e deliro vezes sem conta o teu nome... as vezes que juntos caminhamos lado a lado e as vezes que sem conta dissemos "amo-te tanto"... as palavras ditas, os gestos cruzados, carinhos trocados e eramos um só... falo de ti e para ti... ouves-me??
Era aqui que ficavamos a ver o sol nascer... era aqui que ficavamos a ver o sol se pôr... e os planos e caminhos traçados estão todos aqui... escritos na terra onde nos sentávamos e comtemplávamos o horizonte... as vezes o mar estava bravo... gritava ... mas nós conseguiamos acalmá-lo... hoje está sereno tal como eu... não grita... não ralha ... não se mexe... sereníssimo... não se esqueceu de ti... tem saudades de nós... disse-lhe que tu não mais vírias... ele chorou!!!Contei-lhe que os pedaços do nosso puzzle tinham voado num dia de tempestade... que a culpa era do vento... continuou a chorar... depois perguntou-me porquê???
Não lhe soube dizer!!! Apenas comtemplei o horizonte e tambem chorei!!!

Ana Cardoso

Deixa-me ficar assim...


Hoje quero ficar assim...
Preciso de ti...
Quero ficar em teus braços e lá permanecer...
Hoje quero deixar o Mundo girar...
E ficar assim...
Aninhada em teu colo e adormecer...
Preciso da tua calma...
Do teu sorriso...
Palavras certas de aviso...
Preciso do teu calor que me faz renascer...
Dos teus braços à minha volta...
De viver ...
Preciso de saber que tu ali vais estar...
Sempre de braços abertos para mim...
É em teu colo que quero ficar...
É em teu colo que me encontro a mim...
Deixa-me ficar assim, nos teus braços amor...
Vendo o Mundo girar, sentindo o teu calor...
E sei que quando acordar...
Vou estar nos teus braços, meu porto de abrigo...
Porque tu és amor...
O meu melhor amigo!

Ana Cardoso

quinta-feira, novembro 09, 2006

Sozinha...

Aqui sozinha, perdida... conversando comigo mesma, chego a conclusao divina que só fazemos o que a vida quer... como ela quer... como ela mandar!!! Estamos a sua mercê... para o que der e vier... para dar e apanhar... e depois pelos cantos chorar!!
Nem sempre nos sorri, nem sempre nos trata mal... mas para nós podia ter sido sempre de outra forma que não aquela... dava mais jeito!! Sozinha fiquei, perdida me senti... que jeito tinha ser de outra forma? Não é sempre assim?? Sempre foi assim... os infurtúnios da vida somos nós que os fazemos... não querendo parecer... mas somos! Vamos pela porta da esquerda ou pela porta da direita? Fechamos a janela ou deixamos aberta? Corro para ti ou fujo de ti??...
Será que estas coisas são realmente importantes nas nossas vidas??
Claro que não!! Existem outras tão mais importantes que estas... levar a saia azul ou as calças pretas? Ir ao cinema ou ao Teatro?? Fazer amor na banheira ou na mesa da cozinha??
Se uma vida fossem duas, tal desgraça não seria... tudo o que leva uma vida, ter que ser feito num dia... é básico!! Mas é verdade, duas vidas não chegavam!Enfim, se Deus achar que devo voltar um dia, que me mande de novo a Terra sob a forma de uma coisa que não doa... é que tantas dores já são demais!!

Ana Cardoso

Dança, desnuda-te para mim...


Desnuda-te para mim...
Lentamente...
Sou a tua espectadora mais fiel!!
Cria-me agua na boca ... sem fim...
Da-me desse teu doce mel!!!
Deixa tocar tuas curvas...
E deixa que elas toquem em mim...
Desnuda-te para mim, pedaço ...
Numa dança louca sem fim!!
Agora cobre-te de seda...
Tapa, esconde, enlouquece...
Dança só para mim..
Numa dança que nao se esquece!!!

Ana Cardoso

Parabéns....


Parabéns ao bloguinho, que apos 5 meses de vida concretizou 1000 visitas... obrigada a todos os que me leem e que continuam a fazer com que este blog renasça... espero continuar a agradar a todos... um beijo enorme a todos os amigos do blog

Ana Cardoso

terça-feira, novembro 07, 2006

Longe do Mundo ...



Eu não sei se vais ouvir-me
Se estás ai ou não
Eu não sei se compreendes
Esta oração
..
Se eu p'ra ti sou uma estranha
Que o coração perdeu
É ao ver-te que eu pergunto
Se ja foste como eu
..
Longe do mundo, perto de ti
Peço conforto de quem eu fugi
Perdida, esquecida eu oro a ti
Longe do mundo mas perto de ti
..
Peço conforto e nada mais
Na voz dos que sofrem padecem sinais
Vêm de longe e chegam por fim
Quem vai ouvi-los? quem sofre assim?
..
Eu não sei se vais lembrar-te
De um coração tão só
Coração tão vagabundo
Que perde, chora, todos os dias
..
Longe do mundo mas perto de ti
Peço conforto de quem eu fugi
Venho de longe e chego por fim
Quem vai ouvir-me chama assim
Perdida, esquecida, aqui ao orar
Longe do mundo mas perto de ti...


Sara Tavares

segunda-feira, novembro 06, 2006

O que resta de mim ...

Ontem olhei-me ao espelho... doeu-me olhar para o que resta de mim! Tive saudades de mim, quando eu era eu... onde será que anda a parte de mim que me falta? Será que acabou para sempre? Que tristeza tamanha... que olhar baço e escuro como breu... levaram-me o sorriso, a alegria de saber sorrir e fazer sorrir... levaram-me a alegria... hoje sentada em frente ao mesmo espelho de ontem ... tomei uma decisao!! Quero de novo encontrar-me... voltar a dar tudo de mim... reaprender a sorrir... a ver as coisas belas que a vida tem para me dar... quero-me de volta, com tudo de bom e de mau ... quero-me como sempre fui... simplesmente eu.
E essa vinda recomeça hoje !!

terça-feira, outubro 31, 2006

Como vai voce ...

Como vai você
Eu preciso saber da sua vida
Peço alguém para me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber...
Como vai você
Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você
Vem...Que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem...Que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber como vai você
Como vai você
Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você
Vem....Que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem...que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber como vai você

Daniela Mercury

terça-feira, setembro 26, 2006

Um doce olhar...


Deita sobre mim,
Esse teu doce olhar...
Faz-me balançar...
Tal qual barco,
á deriva no mar...
Toca-me no coração...
E sente-me estremecer,
Acalma-me...
Deixa-me serena...
Porque sei que ao fechar os olhos
Sou tua,
Onde o horizonte começa e,
o mar não tem fim...
Faremos então a dança do mar...
Balança aqui, balança ali...
Eu em ti, Tu em mim....

Ana Cardoso

Sozinho...

Às vezes, no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico ali sonhando acordado, juntando o antes, o agora e o depois
por que você me deixa tão solto?
por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho!
Não sou nem quero ser o seu dono
É que um carinho às vezes cai bem
Eu tenho meus segredos e planos secretos
só abro pra você mais ninguém
por que você me esquece e some?
e se eu me interessar por alguém?
e se ela, de repente, me ganha?
Quando a gente gosta é claro que a gente cuida
fala que me ama só que é da boca pra fora
ou você me engana ou não está madura
onde está você agora?
Quando a gente gosta é claro que a gente cuida
fala que me ama só que é da boca pra fora
ou você me engana ou não está madura
onde está você agora?

Caetano Veloso

sexta-feira, setembro 22, 2006

Silêncio ...


Silêncio...
Silêncio que hoje o meu coração chora...
Escutem os uivos que veêm do fundo de mim... em silêncio!
Escutem as lágrimas que choro... em silêncio!
Sentindo que o Mundo vai desabar...
Que o céu cairá inteirinho sobre a minha cabeça...
Que tudo o que fiz foi em vão...
E que o coração... esse desvaiu em tristeza!
Escutem em silêncio, os gritos que minha boca grita...
As palavras que em silêncio são choradas...
Bati e cheguei ao fundo... É tempo de recomeçar...
Porque em silêncio...
Sem ninguém saber... também se pode chorar!!

Ana Cardoso

quarta-feira, setembro 20, 2006

Meus Secretos Amigos ...

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objecto dela se divida em outros afetos; enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...
A alguns deles nã0 procuro, basta-me saber que eles existem...
Esta mera condição me encoraja, a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar! Muitos deles estão lendo esta crónica e não sabem que estão incluídos na minha sagrada relação de amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora nao declare e não os procure. E ás vezes, quando os procuro, noto que eles não têm noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.
Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.
Se todos eles morrerem, eu desabo!!
Por isso é que sem que eles saibam, rezo pela vida deles.
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar.
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer... Se alguma coisa me consome e me envelhece e que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus verdadeiros amigos!

" A gente não faz amigos, reconhece-os."

Garth Henrichs

- Extraído do site " Prosa e Poesia"

Esta prosa foi-me enviada por e-mail pela querida amiga Carminho (Xanuca), e eu gostei tanto, tanto, que resolvi partilhar com os meus leitores a felicidade que senti ao ler este texto... Carminho , tu também ocupas um cantinho especial no meu coração, gosto muito mesmo de ti, trolinha ********
Aproveito, para dedicar este texto, também a todos os meus verdadeiros amigos, que graças a Deus são muitos, e a todos que nutrem por mim um carinho especial e que me lêem ... obrigada a todos por existirem e por fazerem de cada dia meu, um dia diferente e especial...
Ana Cardoso

quarta-feira, setembro 13, 2006

quarta-feira, setembro 06, 2006

Horizonte...


Olha a janela que se abre em tua direcção... corre, apanha-a aberta e comtempla o horizonte... cada traço desenhado no céu, parece ter uma história que contar!
Cada nuvem, cada cor... são traços da vida que corre e teima em passar... são as palmas das mãos de pessoas vividas, que nos mostram o caminho a seguir... são palestras mal ouvidas, que teimam em se fazer ouvir... o horizonte longínquo, aquele que nos faz sonhar... passa-nos ao lado, sem o vermos passar... anda corre, e traça no céu do nosso horizonte, traços da vida que nos faz feliz... deixa marcas do nosso Mundo, do nosso Mundo aprendiz... traça no céu o amor que nos uniu, o carinho e a amizade... traça-o no céu, que o horizonte traça o resto ... até á felicidade... e se um dia olhares para trás, e achares que nada valeu a pena... olha no horizonte e vê os traços de cada vida... incluíndo os teus, que ficaram marcados no Mundo de alguém, no coração de alguém... alguém que fizeste feliz... só por isso valeu a pena!!

Ana Cardoso

sábado, setembro 02, 2006

Perfume ...


Que perfume é esse...
Que emana a tua pele...
Que me entontece, me embriaga...
Me enlouquece...
Que perfume é esse...
Que me faz levitar, meditar...
E te amar...
Que desejo, que vontade...
Da tua pele respirar...
É a essência do teu corpo,
Que me faz viver...
Da tua pele...
Quero sempre beber...
E dos teus olhos me lembrar!!

Ana Cardoso

Neste Mundo só teu...


Vem, deixa que as tuas mãos deslizem neste mapa do Mundo em que tu queres viajar... desenha-lhe os caminhos, com teus dedos de seda... como só tu sabes fazer... desenha-lhe as ruas, os mares, as areias e os céus em que queres voar.... traça-lhe as linhas, as curvas e as voltas que queres dar... traça-lhe os lugares, cada sitio, cada sombra, cada toque...
Deixa que este Mundo te leve e deixa-te levar... sê feliz, neste Mundo só teu...

Ana Cardoso

sexta-feira, agosto 25, 2006

Amistosos...

Adoro papagaios, são uns dos meus passaros preferidos e estes teem uma cor linda...
Ana Cardoso

terça-feira, agosto 22, 2006

Se eu fosse ...


Se eu fosse uma cor, seria vermelho...
Se eu fosse um sentimento, seria a Esperança...
Se eu fosse um animal, seria uma leoa...
Se eu fosse uma fruta, seria um morango...
Se eu fosse um elemento, seria Fogo...
Se eu fosse uma comida, seria gelado de morango com baunilha...
Se eu fosse um lugar, seria a Serra da Arrábida...
Se eu fosse uma palavra, seria "confiança"...
Se eu fosse um objecto, seria um dvd com um filme romântico...
Se eu fosse uma parte do corpo, seria os olhos...
Se eu fosse um número, seria o 22...
Se eu fosse uma disciplina, seria Filosofia...
Se eu fosse um desejo, seria "paz no Mundo"...
Se eu fosse um conselho, seria "vive cada minuto intensamente"...
Se eu fosse uma imagem, seria o por do sol...
Se eu fosse uma musica, seria "In the arms of the angel"
Se eu fosse um jardim, seria de lírios...
Se eu fosse um verbo, seria Amar...
Se eu fosse uma semente, seria de girassol...
Se eu fosse uma resposta, seria Sim...
Se eu fosse uma dúvida, seria "Será?"...
Se eu fosse uma novidade, seria o nascimento de uma criança...
Se eu fosse um estado do tempo, seria trovoada...
Se eu fosse um medo, seria "medo da Morte"...
Se eu fosse uma frase, seria "Só sei que nada sei"...
Se eu fosse um mês, seria Fevereiro...
Se eu fosse um dia da semana, seria Sexta-feira...
Se eu fosse uma hora do dia, seria 19h...
Se eu fosse um planeta, seria Saturno...
Se eu fosse uma direcção, seria Norte...
Se eu fosse um pecado, seria a Sedução...
Se eu fosse um vício, seria o vício de Amar...
Se eu fosse um momento, seria um sorriso...
Se eu fosse um líquido, seria água...
Se eu fosse uma pedra, seria Safira...
Se eu fosse uma árvore, seria eucalipto...
Se eu fosse uma flor, seria uma orquídea...
Se eu fosse um instrumento musical, seria piano...
Se eu fosse uma época do ano, seria o Natal...
Se eu fosse uma estação do ano, seria Primavera...
Se eu fosse uma paisagem, seria de uma cascata de água cristalina...
E se eu pudesse escolher aquilo que seria... eu escolheria ser exactamente como sou... porque eu sou eu... e eu amo-me assim!!

Ana Cardoso

quinta-feira, agosto 17, 2006

Quero amar...



Quero Amar...
Aqui e Ali...
Agora e Logo...
Ontem e Amanhã...
Sempre e Nunca...
Todos e Nenhum...
Quero Amar...
Como o Amor vier...
Sem fronteiras...
Sem restrições...
Amar, amando...
Querer, querendo...
Sentir, sentindo...
E quando der conta,
Estou a Amar...
Do jeito que o coração quis...
E amando assim...
Espero ser feliz!!

Ana Cardoso

Curar mágoas...




Chega aqui...
Cura-me as mágoas,
Devolve-me os beijos,
Seca-me as lágrimas,
O que passou... passou,
E eu sou tua,
Sinto-te meu...
Manhã de Inverno,
Por entre os lençóis,
De novo os sonhos,
De novo o carinho,
E tu és meu,
Sinto-me tua...
Chega aqui...
Vamos fazer acontecer,
Os sonhos perdidos,
Fazer renascer
Todas as vezes que jurámos amar...
Esquecer palavras mal ditas
Esquecer tristezas,
As mágoas ficaram curadas,
Agora...
Tentemos de novo amar,
Que o tempo teima em passar,
E eu quero-te...
Para mim...


Ana Cardoso

Feiticeira de Sonhos...




Sonhava um dia ser
Numa nuvem de algodão,
Sentimentos de fazer
Estremecer o coração...
Sonhava ser pintora
E em teu coração pintar,
O Amor mais lindo
Que possas imaginar...
Sonhava ser cantora
E em teus ouvidos cantar,
Lindos versos de Amor
De te fazer chorar...
Sonhava ser amiga
Tudo te poder dar,
Ser ouvinte, confidente
Alguém que pudesses contar...
Seria feiticeira
E dos teus sonhos me contarias,
Que sons,cores e gostos
Um dia provarias...
Faria por ti tudo
O que o Amor pode fazer,
E do meu doce mel
Te daria a beber...
Serias então, enfim
Meu senhor de coração,
E eu te daria o Mundo
Na palma da minha mão!

Ana Cardoso

sexta-feira, agosto 11, 2006

Refúgio de Amor ...



Aqui onde termina a terra e começa o mar, sento-me na areia e observo a sua imensidão... sabes que adoro o que fazes para me seduzir, para me encantar e tudo o que me transporta além deste refúgio... vê o que o amor nos fez... deixou-nos assim ... é tudo coração ... e quando eu preciso de me sentar em frente ao Mar e conversar com ele... é que reparo que a sua imensidão ao pé de ti não é nada... tu és muito mais ... não encontro outro modo de seguir... penso em ti e então respiro de coraçao aberto porque sei que vais estar sempre aqui.... penso em ti ... e sinto-me acalmar por dentro... sei que as nossas almas caminharão juntas... lado a lado... pelos caminhos que a vida nos der... com a intensidade que os nossos corações permitirem... porque aqui neste refúgio... em frente ao Mar... descobri o Amor e descobri-te a ti!!

Ana Cardoso

quarta-feira, agosto 09, 2006

Secretamente ...


Olhares que se iludem, nos segredos da luz...
Palavras que indicam o quanto é bom amar...
Corpos que se juntam... segredos partilhados...
Caminhos que se entrelaçam e cruzam...
Riachos inquietos, caminham e murmuram...
E dentro das veias...
Correm os desejos secretos...
Sorrisos esboçados... olhares discretos...
Duas bocas que se amarram...
Loucas e desenfreadas!
Ela e Ele... éramos nós...
Sentados nas sombras do desejo e do sonho...
Trocando palavras...
Dizendo frases...
Repletas de plurais...
Só para te dizer...
Fica comigo...
Quero-te mais!!
Ana Cardoso

Doce balanço ...


Corpo no corpo...
Mão na mão...
Doce balanço...
Tentação...
Boca na boca...
Corpo na mão...
Boca no corpo...
Doce balanço...
Tentação...
Mão na boca...
Corpo na mão...
Beija a boca...
Tentação...
Corpo no corpo...
Boca na boca...
Mão na mão...
É esta a cor...
Da nossa paixão...
Ana Cardoso

Cidade dos Anjos

(Foto do filme "Cidade dos Anjos")
"... Eu desistiria da eternidade
Para tocar em você
Pois sei que de alguma forma
Você me percebe...
Você é o mais perto do céu que posso chegar
Eu não quero voltar para casa agora...
O único gosto que sinto
É o deste momento
E tudo o que tenho para respirar
É o seu Amor
Porque cedo ou tarde
Isto pode acabar...
Hoje á noite
Não te deixarei ir...
Eu preferiria...
Sentir o cheiro de seus cabelos
Dar um beijo em sua boca...
Tocar uma vez em sua mão...
A passar a eternidade sem isso... "
( Extraído do filme "Cidade dos Anjos")

terça-feira, agosto 08, 2006

Promise Me



Promise Me
by N/A

You light up another cigarette
and I pour the wine
It's four o'clock in the morning
and it's starting to get light
nowI'm right where I want to be
losing track of time
but I wish that it was still last night
..
You look like you're in another world
but I can read your mind
how can you be so far away
lying by my side
when I go away I'll miss you
and I will be thinking of you
every night and day just ...
..
Promise me you'll wait for me
'cause I'll be saving all my love for you
and I will be home soon
Promise me you you'll wait for me
I need to know you feel the same way too
and I'll be home, I'll be home soon
When I go away I'll miss you
and I will be thinking of you
every night and day just ...
..
Promise me you'll wait for me'
cause I'll be saving all my love for you
and I will be home soon
Promise me you you'll wait for me
I need to know you feel the same way too
and I'll be home, I'll be home
Promise me you'll wait for me
'cause I'll be saving all my love for you
and I will be home soon
Promise me you you'll wait for me
I need to know you feel the same way too
and I'll be home, I'll be home soon.

Craven Beverly

sábado, agosto 05, 2006

Porto de Abrigo ...

Neste cantinho onde se encerra o Mundo...
Espreito pela janela entreaberta e fecho os olhos...
Lá do Horizonte vem a brisa...
A mesma que me fez adivinhar-te...
Que me fez sorrir e chorar...
Que me fez olhar-te olhos nos olhos...
E dizer-te em silêncio...
Tudo aquilo que nunca te tinha dito...
Lá longe...
O olhar continua caminhando e o pensamento...
Chega a ti...
Porto de abrigo...
Porque só nos teus braços...
Me acalmo e volto a ser eu!!
Ana Cardoso

sexta-feira, agosto 04, 2006

Dentro do coração ...


"O que há dentro do meu coração eu tenho guardado pra te dar. E todas as horas que o tempo tem pra me conceder são tuas até morrer. (...) Te adoro em tudo, tudo, tudo. Quero mais que tudo, tudo, tudo, te amar sem limites... Viver uma grande história!"
Djavan

Mulher ...



" Tem cuidado quando fizeres chorar uma mulher, pois Deus conta as suas lágrimas!
A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser AMADA! "
(Autor Desconhecido)

Quiero Perdérme En Tu Cuerpo










Quiero Perdérme En Tu Cuerpo
by N/A
...

Quiero perderme en tu cuerpo
Como agua clara de un bosque de sol
Mirar en tus ojos inciertos
Donde sembrara mil sueños de amor
Quiero beber en tus labios esa caricia de luna y de miel
Y descubrir el encanto
De la pasion que se esconde en tu piel
Quiero pintar con tus besos
Un cielo de estrellas sembrado de luz
Buscar abrigo en tu cuerpo
En la noche eterna de tu juventud
Quiero saciar mi locura
En la tibia playa de tu desnudez
Para llenar de ternura
La inocencia pura de hacerte mujer
Quiero escapar por tu vientre para nuevamente llenarme de paz
Que es tan inmenso tenerte
Clavada en mi pecho como una verdad
Quiero entregarte mis años
Mis ansias de amarte, mi fuerza mi fe
Para llegar de tu mano
Al rincón sagrado q siempre soñe
Quiero pintar con tus besos
Un cielo de estrellas sembrado de luz
Buscar abrigo en tu cuerpo
En la noche eterna de tu juventud
Quiero saciar mi locura
En la tibia playa de tu desnudez
Para llenar de ternura
La inocencia pura de hacerte mujer

David Bisbal

linda, simplesmente linda esta música...

Um pouco de mim ....