quarta-feira, março 28, 2007

Viagens de ti ...



Rascunhos perdidos num pedaço de papel...
Transportam-me ao dia....
Em que a tua boca foi mel ...
Em que as tuas mãos foram magia...
E os teus olhos ... esses foram o céu...
Levaram-me por sítios nunca antes por mim pensados...
Por ruas e um beco estreito...
Por praias e serras ...
E no regresso, descansei no teu peito....
E por mais viagens que a mente nos ofereça...
É sempre aqui que quero voltar...
É sempre aqui que me encontro...
Que te encontro...
Num sorriso ... desprendido e desmedido ...
Convidando-me para mais uma viagem!!!

Ana Cardoso

17 comentários:

Farinho disse...

Essa viagens são maravilhosas e infinitas.
:)


Beijocas

MalucaResponsavel disse...

Não sei porquê soou-me a tristes, estas palavras... com alguma dor, nessa "viagem" q sonhas repetir...bj

Rui Luís Lima disse...

olá

se gostas de cinema vem visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filme diferente

paula e rui lima

João Cordeiro disse...

Belo blog. Os meus parabéns.


Beijo sonhador

Narcisus disse...

Aproveita e faz um belíssima viagem.

PAULO KALI disse...

Excelente para não variar.

Rafaela disse...

Nossa loucura é a mais sensata das emoções; tudo o que fazemos deixamos como exemplos para os que sonham um dia serem assim como nós LOUCOS... mas FELIZES!! Mário Quintana

Um lindo dia . Bejokaass!!

entre linhas disse...

Nada melhor que uma viagem para nos fazer esquecer dos traços rasgados numa folha de papel...

Boa semana

Bjs Zita

Amor Eterno disse...

“A amizade é a doce canção da vida e
poesia da eternidade.
O Amigo é a outra metade da gente.
O lado claro e melhor.
Sempre que encontramos um amigo,
encontramos um pouco mais de nós mesmos.
O Amigo revela, desvenda, conforta.

sleeping angel disse...

A inútil tragédia da vida
Não chega a merecer um poema.
Só o poema merece, por vezes
A inútil tragédia da vida.

As pessoas caem como folhas
E secam no pó do desalento
Se não as leva consigo
A fúria poética do vento.

Para que se justifique a nossa vida
É preciso que alguém a invente em nós.
Os que nunca inspiraram um poema
São as únicas pessoas sós.

bom fim de semana

Moura ao Luar disse...

Hum soube bem ler estas palavras. Beijo

zeze disse...

Olá
Que bom que é viajar ao interior de quem gostamos...

Beijoka

maria porto disse...

Lindo. And i like the music :)

rocha suave disse...

Muito bom...

www.rochasuave.blogs.sapo.pt

Bruno disse...

Belíssimo "retrato" de uma óptima viagem. :)

LB disse...

Escusado será dizer que fiquei com vontade de partir numa dessas viagens também. Aliás, fiquei com saudades de quando conseguia viajar assim.

Muito bom texto.

Beijo

Nilson Barcelli disse...

Li alguns poemas teus.
Gostei e voltarei.
Beijinhos.

Um pouco de mim ....