quarta-feira, novembro 19, 2008

Cuida-me ...



Cuida-me ...
Que de mim não sei, nem sequer ouvi falar.
Que a esperança perdida, calada, esquecida
Há muito movida, teima em se soltar ...
Cuida-me ...
Pois de mim não sei, se choro se rio
Se por breves momentos te sinto chegar.
Era um jardim completo
De afecto, lilazes e jasmim ...
Era cheio de tulipas, segredos e cumplicidade ...
E um amor tão grande não acaba assim!

Ana Cardoso

4 comentários:

Sam disse...

hô Princesa! tudo bem? Se calhar estás como eu...pelo poema...

tenho um tasco novo, se quiseres aparece ok?
gosto-te muito.
beijo doce
Sam

SOLNASCENTE disse...

Boas Festas
Como sabes vou passando por aki ,o teu email não responde espero que estejas bem assim como os teus um abraço deste teu amigo
Solnascente

Sutra disse...

Olá
À semelhança do que já ocorreu em 2006, venho convidar a que participes este ano no postal de Natal a enviar a algumas instituições de solidariedade.
Vem, dá a tua sugestão de 5 instituições e deixa a tua mensagem para ser agregada ao postal a enviar.
Temos até Domingo para o deixar pronto, para que na 2ª feira o possa colocar nos CTT.

Beijo doce
Sutra

ps - não sou muito disto de 'copy/paste' em todos os blogs conhecidos, mas, no caso presente é a única hipótese de deixar o convite a todos.

Sam disse...

Beijo doce e bom fim de coiso!!!

Um pouco de mim ....